Be Brave Psicologia e Coaching

O conceito de atendimento Be Brave Psicologia e Coaching foca atenção em sua rotina, nas suas emoções e relacionamentos. Pela valorização dos seus aspectos positivos e no que você já faz todo dia para se cuidar.

Você é o foco dessa proposta. Suas escolhas, suas ações e atitudes.

Esta proposta nasce a partir da abordagem Recovery em Saúde Mental. Complementando a abordagem tradicional do campo da Psicologia, adaptamos um tipo de atendimento para cada momento da sua vida.

Com foco nas suas potencialidades, Be Brave significa seja corajoso(a) em inglês e aqui nós acreditamos que é necessário coragem para pedir ajuda, mudar antigos hábitos e criar novos caminhos de vida. No dicionário, corajoso pode significar: “aquele que demonstra firme disposição e energia diante das situações difíceis ou críticas”. Isso não quer dizer que é facil e uma ajudinha pode cair bem nessas situações!

Para isso, trabalhamos com saúde psíquica por meio de três abordagens estratégicas: por meio de atendimentos psicológicos, grupos e processos de coaching. Cada estratégia tem uma aplicação, um método, um tempo.

O conceito Be Brave Psicologia e Coaching é a adequação do seu atendimento à sua demanda, na sua linguagem, no seu tempo, na sua rotina. Nós queremos potencializar habilidades e promover autonomia por meio do desenvolvimento de autocuidado, do fortalecimento e construção de habilidades adaptadas ao seu dia a dia.

Photo by Porapak Apichodilok on Pexels.com

 

O primeiro passo para entender sua demanda em um momento de mudanças e crises é escutá-la e traçar, com você, um mapa do caminho a ser seguido. Esse é o nosso ponto de partida para a ajuda psicológica, como um Plantão Psicológico. Ele se caracteriza por uma escuta emergencial e pontual.

Foto por rawpixel.com em Pexels.com

 

Ás vezes queremos alcançar nossos objetivos de forma prática. Para isso indicamos o Processo de Coaching Be Brave, seja na sua vida como um todo, suas finanças ou planejamento de estudo e conciliação com sua rotina.

 


Mas nem sempre queremos só alcançar novos objetivos, queremos nos conhecer ou tratar algum sofrimento que pode ser um transtorno psiquiátrico. Para isso, o indicado seria a Psicoterapia que aqui utilizamos da abordagem cognitiva-comportamental, seja complementar ou não ao tratamento junto a outros profissionais de saúde, como médicos psiquiatras e clinicos em geral.

Foto por rawpixel.com em Pexels.com

 

Também temos espaço para trabalhar com grupos. Por meio de palestras, workshops e rodas de conversa trabalhamos a construção coletiva de conhecimentos, debates e discussões sobre temas relevantes em diversos ambientes, seja na escola, em clínicas e espaços dedicados à promoção de saúde, em empresas ou outros locais e serviços.