Meu marido me ajuda!

Publicado em Deixe um comentário

Se eu ganhasse um real por cada vez que eu escuto “meu marido me ajuda” eu estava RYCA!

Ela chama atenção para as divisões de papéis na rotina de uma casa. Não importa se é marido, filho, pai, amigo, primo… estamos falando de divisão sexual do trabalho.

É então… só que se você divide uma casa com alguém, porque não compartilha esse espaço e o suprimento das necessidades dele?

Não precisa ser dividido 50 e 50%. Não é essa questão. Mas é comum que as mulheres se apropriem de atividades, mas é interessante como fica um acordo tácito de que mulheres fazem determinadas atividades enquanto homens fazem outras.

Se a negociação é que um faz e o outro suja, tudo bem, mas foi negociado isso.

Só fica dica sobre uma questão que vem sendo discutida como sobrecarga de trabalho invisível.

É a divisão do planejamento, ações e cuidados com o trabalho doméstico. Isso tem custo, tem perdas, tem dificuldades relacionais que muitas vezes seriam resolvidas com o ônus de ceder espaço para o outro arrumar a casa do seu jeito e dar pitacos sobre a vida cotidiana da casa… com o ganho de ser corresponsável pela casa, cuidando dela melhor!

Estamos entrando no território… é, as vezes não dividir espaço nas tarefas de casa é um ato de não deixar o outro ter participação no território da casa… para e pensa comigo… se a casa vai mal, a culpa é da ou do responsável pelo território da casa… mas se vai bem, ela também é obra do ou da responsável da casa. Se você não compartilha as tarefas também não compartilha os méritos por morar numa casa gostosa. Mas também se sobrecarrega nesses afazeres…

Mais Sobre Esse Tema

http://www.scielo.br/pdf/pcp/v30n2/v30n2a04