Gestão das emoções e sentimentos

Publicado em 1 comentário

Você já sentiu triste por estar com raiva? Já sentiu culpa por estar aliviado? Sentiu que não sabia o que estava sentindo em situações novas na sua vida? Já teve inveja? Já guardou rancor? Estes são sentimentos e emoções que todos nós temos. Muitas vezes nos metemos em discussões ou nos vemos sem saber como agir por ter dificuldades em identificar e gerir nossas emoções e sentimentos. É mesmo uma tarefa difícil. Nem sempre é possível controlar nossos impulsos de reagir às situações.

Aqui, nós trabalhamos as emoções e os sentimentos como parte da nossa rotina. Primeiro porque fazem mesmo parte da nossa rotina, segundo porque todos os sentimentos e emoções que temos embora alguns pareçam mais legítimos que outros, são importantes  de serem acolhidos e compreendidos.

Infelizmente não faz parte da nossa cultura o aprendizado sobre o reconhecimento de formas mais ou menos saudáveis de lidar com nossos sentimentos e emoções. Nem sempre encontramos espaço no dia para discutí-los. É comum que nós simplesmente acreditemos que temos nossa personalidade é intensa, explosiva ou carente porque somos assim.

Realmente temos alguns jeitos de ser que criamos ao longo da nossa vida ou aprendemos/herdamos dos nossos pais e parentes próximos que nos tornam quem somos. Esses jeitos de ser nem sempre são benéficos para nós. Algumas vezes explodimos de raiva por não conseguir demonstrar a maneira como pensamos, às vezes nem sequer pensamos e agimos com agressividade em nossos relacionamentos. Outras vezes deixamos muito de fazer o que queremos para agradar os outros ou por meio de sermos rejeitados.

Esse jeito de lidar com sentimentos e emoções podem ser melhorados. Se dedicamos um certo tempo para pensar neles, repensar modos como reagimos a eles podemos modificar nossos comportamentos e isso pode trazer benefícios para nossa vida cotidiana e nossas relações.

Na Be Brave, acreditamos que é possível aprender sobre gestão de emoções e sentimentos e adquirir novos comportamentos diante deles por meio dos processos de Plantão Psicológico, Psicoterapia e Coaching.